terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

"I shot the sheriff..."

Bom, faz tempo - mais de um mês, pra ser sincero. Acho que tive a síndrome de Bartleby. Mas depois de ver umas coisas por aí, eu tive a chance de ter algo pra falar novamente.

Michael Phelps. Eu lembro que tomei conhecimento sobre esse cara há quatro anos, quando estava morando em Bauru e o novo roommate falava do irmão dele, qeu tinha feito uma tese de doutorado nos EUA (em Educação Física) sobre como o orelhudo era feito especialmente para o esporte. Apesar das descrições meio abicholadas para um filho-de-engenheiros, o cara tinha razão: esse Phelps seria um bom atleta.

Três anos se passaram depois daquela ocasião e a profecia se cumpriu. O cara conseguiu de cara limpa levar mais medalhas de ouro que toda a delegação brasileira junta. Puta sacanagem. O cara virou um novo ponto de referência no esporte, e numa olimpíada dominada pelo desmame dos amarelos, ele deu um show de bola (apesar do segundo lugar dos ianques no quadro de medalhas).

Agora pegaram ele dando uns tapas num bong numa festa universitária. Bum - o mundo caiu. Patrocinadores ianques saem, querem revogar as medalhas, querem baní-lo do esporte. Tudo porque ele deu um tapa num "cigarrinho de artista".

Por Joe Pesci, eu pergunto à Imprensa Marrom que pediu a cabeça dele nos Estados Unidos (formada nas faculdades americanas, todas elas celeiros de drogadinhos financiados pelos pais que fazem o Mackenzie e a PUC-SP parecerem uma faculdade comunitária) se eles não puxaram um cigarrinho dos diferentes. Rasgo as roupas e me cubro de cinzas como um sacerdote hebreu insultado se aqui mesmo no Brasil, em um jornal de grande circulação que prestou serviços ao governo militar de 1964 se metade da redação deles não adoça o nariz em uma base regular (o que para mim é um delito mais grave contra o corpo).

Nos EUA a vida é feita de contrastes. Metade do país é de brancos conservadores, mas um negro "sangue ruim" é presidente. A Fox faz programas que só faltam esfregar peitos na tela, mas a FoxNews elegeu George Bush em 2000. O cinema pornô é um dos mais rentáveis e lucrativos do mundo, mas se você pagar para dar uma bimbada você corre o risco de cair numa cela com quinze elementos de alta periculosidade. Queimar fumo é ilegal e perigoso, mas ter um lança-chamas é totalmente permitido pela Carta Magna.

E quem acha que ele é uma aberração da natureza, em verdade vos digo: quase todos os esportistas que eu conheço levam uma vida normal. Bebem, fumam, queimam um cigarrinho de artista de vez em quando. E não são atletas de fim de semana, são semi-profissionais. Um colega de república uma vez entrou no desmame de fumo por causa de um torneio de artes marciais em algum lugar que eu não me lembro bem (claro que ele tomou no rabo grandemente). Mas ele, até o dia-limite para a operação de desintoxicação, estava lá, firme e forte.

E daí, meus compadres?

2 comentários:

saddam gos disse...

bando de felas das putas esses jornalistas... tudo comunista!!!

Deco Ica disse...

Não precisa ir muito longe. O Giba, que é atualmente um dos maiores esportistas brasileiros e que é quase um Phelps do vôlei (guardadas as devidas proporções, é claro), não faz muito tempo também foi pego no dopping com maconha.

Tudo bem, até acho que, sendo atleta e ganhando pra isso, o cara tenha que se resguardar. Mas crucificar por isso realmente é exagerado. E uma puta hipocrisia.