quarta-feira, 26 de outubro de 2005

About the facts.

Vamos aos fatos.

Estou na Unesp faz... 3 anos (o primeiro ano não conta, lembram?). TRES ANOS. E em 3 anos eu não procurei um maldito emprego. Não procurei um maldito estágio a não ser o lance do Comunesp (que é uma ajuda dos céus mas não paga TODAS as minhas contas). Mentira, eu procurei uma vez no Segundo Ano. Mas as minhas chances eram mínimas.
Mas agora eu tenho que fazer essas chances durarem o quanto derem.

Oficialmente, a minha ajuda financeira acaba à Meia-Noite do dia 1 de Janeiro de 2006. É quando eu oficialmente (e entenda-se OFICIALMENTE como “NOS TERMOS DO SENHOR BENEDITO DE MORAES DINIZ) deixo de ser “patrocinado” e começo a minha vida “adulta”. Pois bem, estou aceitando propostas de emprego.
Qualquer coisa. Trabalho pesado, trabalho leve, trabalho mediano, trabalho braçal, eu dou de voleio no trabalho. Qualquer coisa, estamos aí. Até dia 31 de Dezembro é 2005.

E sim, para variar, eu raspei a cabeça em sinal de descontentamento com a putice do Sr. Ricardo Alexino Pereira, que tacou o carimbaço. No final eu virei uma mistura do Panthro do Thundercats (conforme o D.I. Joe) com um dos compadres do Cesar Vialpando, o chicano e amigo de Carl Johnson no game “Grand Theft Auto: San Andreas”. Só falta o Lowrider e a tattoo de N.Senhora nas costas.

“¿Horale, quién ere ese pendejo?”

Sem comentários: